terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Sketches pós crawl

Há alguns anos atrás, quando eu era uma garota viciada em desenhar e acreditava unicamente em dominar a Shonen Jump pelo Brasil mesmo, meus papéis (sim, nem cadernos eram direito, eu costumava chegar em casa depois das aulas e encontrar na mesa um maço de papel A3 que tinha sobrada na copiadora e tornado "inútil" devido à umidade e enché-las por horas a fio) costumavam ser assim:

Quase como os hieróglifos egípsios, seguindo a lógica de preencher cada buraquinho que sobrar. Meu vício ou simbiose com o modo "draw" era tamanho que cheguei a sonhar na linguagem quadrinhística por todo um período, acordando toda manhã com a noção de que aquilo não era normal. É bacana ver que apesar de eu ter perdido todo esse meu ritmo, depois de um sketchcrawl e um novo caderninho "batizado", eu volte a ver páginas assim, sem compromisso e entupido de rabisco. Um típico Sketch Book. Aqui vai outra página que só não enchi pelo peso da consciência pedindo para dormir que a manhã seguinte seria pesada. Nem é visível que eu amo essas canetas citadas, não?

Um comentário:

Simonia Fukue disse...

hahahaha!!! Também estou viciadinha em sketchs. Bom, graças a você moça linda!!! Beijão ilustrado milk