segunda-feira, 3 de março de 2008

Hqs - Wish to a Star

Esse é a segunda idéia das levas para o concurso Tezuka. Infelizmente ele entrou na minha cadeia de refações e não saiu mais.

Bem disse uma vez uma amiga:

"Ou se é o crítico ou o artista, mas não ambos"

O plot já estava encaminhado até a página 20 e alguma coisa. Era uma idéia que tinha gostado bastante, um pouco batida, mas ia ser fofa. Claras influências de Wild Half da Jump (desenhada por uma das únicas mulheres da revista), L'Arc-en-ciel para escolha de nomes. Também uma influência nas temáticas da Rumiko Takahashi, explorando forte em relações fofas, de apego e dificuldades de comunicação em fantasia. Ia aproveitar para desenhar muitos animais domésticos, personificar gatos, vaga-lumes... Ainda na época, buscando um traço mais exagerado como em Salö. A minha estratégia para gerar scripts na época era comprar um caderninho desses de uns 15cm de altura, que vinham umas 45 páginas. Fazia a breve idéia nas primeiras páginas, inclusive um leve esboço do character cheat. Depois usava 31 páginas para fazer o "name" com direito a 1 ou 2pgs para capa. Carregava para tudo que é lugar e mesmo dentro de ônibus, ia finalizando as páginas assim que viessem as idéias. De fato era um processo bastante produtivo, funcionava até eu ter meus primeiros bloqueios.


História (resumão):
Rucula (depois me liguei que isso era nome de salada, haha) e Homie são amigos de infância, num limiar de amizade e começo de interesses pelo sexo oposto em caráter muito inocente.
Os dois são apaixonados pelas estrelas e vivem visitando o planetário, e assim Rucula tem mania de passar a noite em sua janela, com vista direta para o céu. Um dia estava ele pensando besteiras, quando passa uma estrela cadente, e sem querer balbucia o suficiente para realizar uma frase:: "como será que é viver como um gato?".
Basicamente a trama da história está no dilema de Rucula ser um gato e tentar pedir ajuda a Homie que nada sabe, de Homie ter adotado este gato, "Lacuru" (foi só um trocado no nome de Rucula, entregando um pouco do apego dela) e junto com ele, tentar aguentar a angústia de não saber o que aconteceu com Rucula e finalmente no sentimento que os dois descobrem no desenrolar da história.

Há ainda a participação do coajuvante como o simpático vagalume, que há muito tempo atrás cometeu o mesmo erro de Rucula, e dá dicas de como ele poderia voltar à vida de gente normal, apesar de ele próprio ter praticamente desistido, após uma tentativa frudtrada e outras descobertas da vida em sua condição.



Character Cheat:









Homieângulos de cara
algumas poses


















provável versão 2 provável versão 3
ainda em esboçopágina1
página mal resolvida...tremenda dificuldade para cenários, sempre deixava para depois
onde eu desisti desse

Nenhum comentário: